Entre asas e lingeries: os 5 melhores momentos do Victoria’s Secret Fashion Show

Texto por Gih Alves e Isadora Ferreira.

 

Ação publicitária, jogada de marketing, megaevento midiático. O desfile anual da Victoria’s Secret pode ser considerado tudo isso no mundo dos negócios, porém, para os fãs da marca e das modelos que a representam, vai muito além de um desfile de moda feito para lucrar.

Antes de entrarmos no mundo das asas, plumas e shows onde cantoras desfilam tão bem quanto as modelos, precisamos contextualizar a Victoria’s Secret como empresa: fundada em 1977, a VS tinha o conceito de ser um lugar confortável e agradável para se comprar peças íntimas. Com paredes revestidas em detalhes vitorianos — o nome da empresa, aliás, foi dado por causa da admiração de seu criador, Roy Raymond, pela Rainha Victoria — e prateleiras cheias de catálogos em que se viam fotos dos produtos, a primeira loja da marca, criada para atender pessoas de todos os gêneros, contava ainda com uma novidade: quem não sabia o tamanho do manequim da pessoa para quem estava comprando uma peça, poderia pedir a uma vendedora que a experimentasse. Assim, Roy expandiu sua marca para mais três lojas, produziu um catálogo de produtos para serem comercializados por correio e teve uma receita média de seis milhões de dólares.

Victoria's Secret Fashion Show
As Angels Lily Aldridge, Candice Swanepoel, Doutzen Kroes, Alessandra Ambrosio, Adriana Lima, Karlie Kloss e Behati Prinsloo, comemorando durante o encerramento do Victoria’s Secret Fashion Show London 2014.

 

Cinco anos após seu lançamento, Roy vendeu a empresa para a Limited Brands — empresa de cosméticos e produtos de beleza, que manteve intacta a imagem da Victoria’s Secret — na verdade, a tornou ainda maior. Ao usar modelos famosas como Tyra Banks em seus catálogos publicitários, na década de 1990, a marca ganhou notoriedade no mundo da moda e assim nasceu o Victoria’s Secret Fashion Show.

VSFS, para os íntimos, é um evento anual que mescla desfile de moda com shows de cantores e bandas famosas; porém, na sua origem, era apenas mais uma maneira de mostrar os produtos de uma marca. O primeiro espetáculo ocorreu em 1995, com um ar bastante simplista, sem apresentações ao vivo de música – na verdade, até sem muita lingerie –, em um dos salões do Plaza Hotel em Nova York. Apesar de no início não ter todo o glamour atual, a Victoria’s Secret já atraía grandes nomes para seus trabalhos, o que se tornou uma constante dos desfiles: as maiores modelos do cenário da moda, que logo passaram a vestir as peças sensuais e as desejadas asas, que simbolizam os status quase sobrenatural e paradisíaco do universo fashion.

Com um time de Angels (embaixadoras da Victoria’s Secret que divulgam a marca ao longo do ano), que já contou com as icônicas Naomi Campbell, Heidi Klum, Gisele Bündchen, Karolína Kurková e Marisa Miller, e shows de artistas como Rihanna, Justin Bieber, Taylor Swift, Black Eyed Peas, o evento é transmitido na televisão desde 2001 e, atualmente, tem Alessandra Ambrósio, Adriana Lima, Behati Prinsloo, Candice Swanepoel, Laís Ribeiro, Lily Aldridge, Elsa Hosk, Josephine Skriver, Stella Maxwell, Jasmine Tookes, Martha Hunt, Sara Sampaio, Romee Strijd e Taylor Hill carregando as cobiçadas asas. Muito além de asas, as Angels também são conhecidas por terem personalidades fortes e carisma, o que pode ser sentido na maneira que as tops desfilam: as modelos do VSFS não são “cabides”, são mulheres fortes e determinadas. Por toda essa aura poderosa, é um sonho para a grande maioria das modelos fazer parte do seleto cast do show.

Além de todo o glamour do show, o Victoria’s Secret Fashion Show conta ainda com o Fantasy Bra, um sutiã milionário que é confeccionado em uma única peça, apenas para o desfile. É uma honra e um sonho usar o Fantasy Bra, por todo o status que ele envolve — afinal, uma modelo não apenas faz parte do seleto grupo de Angels como também é aquela a carregar a peça mais cara e importante do desfile.

Apaixonadas pelo VSFS que somos, passamos algumas tardes debatendo, revendo apresentações, fotos, listas com as participantes de cada edição e os melhores outfits a fim de montar um top 5 com os melhores momentos de todas as 21 edições do show. Foi uma missão quase impossível, queríamos citar todos os desfiles, shows e modelos, mas, após muitas filtragens, aqui estão nossos cinco momentos favoritos em ordem cronológica:

 

Dança flamenca de Tyra Banks, Nova York (2002)

Tyra-Banks-2048x1152

Conhecida por seu andar de flamingo, Tyra Banks mostrou mais um de seus talentos na abertura do segmento Flamenco no show de 2002. Em uma coreografia dramática no início da passarela, a top nos mostra porque o início dos anos 2000 são tão saudosos para quem ama o mundo da moda: ela dança e então assume seu eu-modelo, adentrando a passarela com uma sacudida de cabelos que diz que ela é poderosa e sabe disso.

Há uma simplicidade no espetáculo de 2002 que também encanta: a sétima edição do evento faz parte do que pode ser considerado a “era de ouro” do Victoria’s Secret Fashion Show, quando apenas as (poucas) Angels tinham direito às asas e o centro de tudo eram as modelos e a sintonia com as atrações musicais. Assim, ter Tyra Banks dançando ao som de um músico flamenco e embalando seu catwalk sem perder o passo na transição de uma ação para a outra é incrível de acompanhar.

Aliás, achamos que o segmento Flamenco deveria ser considerado patrimônio da humanidade, pois temos ainda Adriana Lima — que na época tinha rostinho de bebê — e a Angel Naomi Campbell com asas e lingerie vermelhas, seguida por Gisele Bündchen. É um momento tão incrível na história do VSFS que nos faz lamentar termos apenas seis e cinco anos quando aconteceu, pois só podemos imaginar como foi emocionante para quem assistiu ao desfile na época. Ainda bem que existe a internet, que preservou esse show para a eternidade.

 

Um presente de natal com Gisele Bündchen, Nova York (2005)

Victoria's Secret Fashion Show

A décima edição do VSFS foi espetacular em todos os sentidos, porém, um momento entrou para a história do evento, e, claro, para o nosso top 5: A ubermodelo Gisele Bündchen não só vestiu o Fantasy Bra do ano, um sutiã de R$ 12,5 milhões, como abriu o desfile saindo de uma caixa de presente!

A temática do primeiro segmento de 2005 era natalina, daí toda a decoração com presentes e os outfits vermelhos, com plumas e acessórios que remetem ao inverno. Tudo muito lindo, como de costume, mas o que realmente chama nossa atenção é a Gisele desfilando. Não é à toa que ela se tornou referência no mercado da moda. Da olhadinha para baixo e do carão aos passos de gazela: ela é realmente um presente para quem ama desfiles.

 

Rihanna e seu poder na passarela, Nova York (2012)

Rihanna no Victoria's Secret Fashion Show

Não é só de modelos que se faz um Victoria’s Secret Fashion Show: as atrações musicais também são de extrema importância. Porém, é possível ser o melhor dos dois mundos, como Rihanna deixou bem claro ao tomar conta da passarela no fim do segmento Angels In Bloom.

Após cantar e dançar “Fresh Out The Runway” com as modelos durante o desfile, a cantora fechou sua apresentação com um caminhar digno de uma Angel, fazendo a gente, Justin Bieber no backstage, e toda a plateia ficar de boca aberta. É assim que se faz um espetáculo, minha gente!

Bônus: a apresentação toda de “Fresh Out The Runway” no Angels in Bloom é memorável, vale a pena assistir a todo o segmento. Os outfits estão incríveis, a interação da Rihanna com as modelos é maravilhosa e ainda tem Adriana Lima sendo fangirl, gente como a gente.

 

#Kaylor na abertura do segmento Angel Ball, Londres (2014)

Taylor Swift e Karlie Kloss no Victoria's Secret Fashion Show

Ah, a edição de 2014. Nós somos apaixonadas por esse desfile, que aconteceu em Londres e foi, na nossa opinião, o último grande show da empresa. Com alguns dos melhores outfits de todos esses 21 anos de história, Victoria’s Secret Fashion Show London 2014 está em nossos corações do início ao fim, mas alguns momentos ficaram marcados como favoritos de uma forma inesquecível e irreversível. É o caso da abertura do segmento Angel Ball — que teve lingeries pretas e brancas, capas esvoaçantes, grandes asas e muita renda.

Com Angels e outras modelos paradas no início da passarela como peças de um jogo de xadrez, Karlie Kloss é anunciada e surge pela lateral do palco ao lado de Taylor Swift. De mãos dadas, as amigas abrem o segmento ao som da introdução de Style, sorriem e sopram beijos uma para a outra. Não apenas é um momento lindo visualmente falando, como também é emocionante para os fãs.

Já havia sido divulgado que a edição de 2014 era a última de Karlie, pois a Angel não renovaria seu contrato com a marca para ter tempo para estudar, e muito foi comentado sobre como ela apareceria no evento — deslumbrante e com o destaque que merecia em seu último desfile na VS ou deixada de lado exatamente por seu rompimento com a empresa? Ver Karlie abrir um segmento ao lado de uma amiga íntima como Taylor, vê-la com um outfit lindíssimo exatamente como merecia foi lindo. E ter #Kaylor de mãos dadas e se encarando encantadas acaba com qualquer um. Amém, Karlie Kloss, amém, Taylor Swift, obrigada por esse momento maravilhoso do sistp, Victoria’s Secret.

 

Fantasy Bra duplo com Adriana Lima e Alessandra Ambrósio, Londres (2014)

Victoria's Secret Fashion Show

Olha London 2014 aqui de novo. O fato é que não podemos fazer um apanhado de melhores momentos do Victoria’s Secret Fashion Show e ignorar aquele que foi inédito: pela primeira vez, dois Fantasy Bra foram confeccionados.

Custando dois milhões de dólares cada um e chamados de The Dream Angel Fantasy Bra, os sutiãs foram usados pelas brasileiras Adriana Lima e Alessandra Ambrósio que completavam, em 2014, quinze anos de trabalho na empresa.

Adriana e Alessandra — complementares, brasileiras, amigas, uma vestida em azul e outra em vermelho — surgem cada uma por uma das laterais da passarela, param lado a lado e então desfilam de mãos dadas ao som de “Thinking Out Loud”, música de Ed Sheeran, o cantor escolhido para o segmento Exotic Traveler. A felicidade de ambas é clara em suas expressões, e a sincronia com que ela desfilam juntas é um show à parte.

Todo o segmento, aliás, merece ser comentado: assim como o resto do desfile — nós já comentamos que a edição de 2014 está em nosso coração do início ao fim? —, ele é magnífico, com outfits que casam entre si, Angels com suas devidas asas e toda a pompa que as outras modelos (muitas que vieram a se tornar Angels alguns meses depois desse show) merecem.

About Gih Alves 4 Articles
Gaúcha de 20 anos, nasceu quando o sol estava em áries e a lua em gêmeos. Estudante de Comunicação Social, tenta incluir a Victoria's Secret no maior número de trabalhos acadêmicos possível. Fã de Ivete Sangalo, Anitta, Maiara e Maraísa e provavelmente do próximo sucesso feminino que surgir no cenário musical brasileiro, acredita que as pessoas deviam dar mais valor às produções nacionais. Tortura personagens criados por ela mesma nas horas vagas, mas acredita que é uma princesinha perdida de um reino distante.

2 Comentários

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*